domingo, 25 de dezembro de 2011

Natal


É incrível como estamos novamente no natal, o tempo passa e nem nos da-mos conta dele. Chegou novamente a altura de sonhar, de dizermos aqueles que mais gostamos que são importantes. Chegou a altura de reunir a familia e rirmos juntos, como não se faz noutra altura do ano. Enfim, chegou o natal! =)
Desejo a todos um feliz natal, na companhia de quem mais vos faz feliz! 
E façam o favor de serem felizes, sempre! :D

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Exacto momento

O amor precisa da sorte
De um trato certo com o tempo
Pra que o momento do encontro seja pra dois o exato momento
O amor precisa de sol
E do barulho da chuva
De beijos desesperados
De sonhos trocados da ausência de culpa
Talvez o amor só seja assim pra mim
E pra você não seja nada disso
Mas eu prometo tentar aprender a te amar do jeito que for preciso
Do jeito que for preciso, do jeito que for preciso, do jeito que for preciso...
Mas se o amor quiser mudar as leis do que é certo
Ele faz que o improvável aconteça
Quando o amor vier não tema, tenha fé
Que ele será seu olhar, esplendor e beleza
Talvez o amor só seja assim pra mim
E pra você não seja nada disso
Mas eu prometo tentar aprender a te amar do jeito que for preciso.
Do jeito que for preciso, do jeito que for preciso.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Sentido da vida

Da vida não quero muito.
Quero apenas saber que tentei fazer tudo o que quis, que tive tudo que pude, que amei tudo o que valia a pena e que perdi apenas, o que no fundo nunca foi meu.

sábado, 10 de dezembro de 2011

Vontade de viver



‎"Há muito tempo que ela não sorria tão espontaneamente. Há muito tempo que ela não sentia tamanha vontade de viver, de ser feliz, de fazer as coisas boas da vida. Não, ela não está apaixonada… ela simplesmente se desapegou das coisas que não lhe faziam bem."

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Equivocos

Acredito que a verdade reside muito mais vezes no silêncio do que nas palavras, por mais belas e justas que sejam, mesmo quando voam do coração dos poetas para o coração do papel e ficam ali a dormir, à espera que alguém as apanhe. Sou de poucas conversas e prefiro falar do mundo com ironia do que discursar sobre o que me forra a alma, porque quem me conhece consegue ler nela tudo o que precisa e muito para além disso, sem palavras nunca há equívocos!


sábado, 24 de setembro de 2011

Saudade Impossivel


A Saudade não se explica, sente-se! E infelizmente, há saudades impossíveis de matar! 

Eu sei que estão lá em cima a olhar por mim! 

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Brilho

Já estou farta de ti sabes?! Estou farta de ouvir o bater do teu coração, de te sentir respirar suavemente, estou farta de ouvir os teus suspiros de cada vez que dizíamos um disparate (o que era constantemente), estou farta de te sentir ao meu lado e saber que não estas, estou farta de fechar os olhos e só ver o brilhar dos teus olhos azuis, o teu sorriso estúpido que me fascinava. Estou tão farta de me lembrar de ti!

Tu podias e devias ter levado contigo o meu amor, ele não me faz falta sem ti. Devias ter levado contigo as lembranças, os momentos e as loucuras. Alias, só tinhas que o fazer! Guarda as minhas lembranças de ti onde guardaste as tuas de mim, eu sei que não vais a esse baú à algum tempo e assim, podia ser que eu também não fosse! 
Sinceramente, já nem sei bem que significado tens em mim, não sei se gosto ou não! Mas eu sei que não passa muito tempo até que me lembre de ti novamente, até que voltes a sorrir para mim novamente, e isto tem de acabar!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Unica




"Ela procurava o príncipe e ele procurava a próxima. Ela olhava para ele e ele olhava para todas. Ela queria-o a ele e ele queria uma. Ela fazia planos e ele destruía. Ela descobriu que ele era único e ele achou que ela era só mais uma. Ela sonhava acordada e ele dormia sem sonhar com ela. Ela desistiu e ele arrependeu-se. E então, ela descobriu que era ele que era só mais um e ele... ele descobriu que ela era única."

sábado, 27 de agosto de 2011

Mirror


"You don't have to believe me
But the way I, way I see it
Next time you point a finger
I might have to bend it back
Or break it, break it off
Next time you point a finger
I'll point you to the mirror"

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Às vezes doi um bocado!

Às vezes dói um bocado, sentimos o coração apertado mas vive-se. Agora dói muito, o coração está apertado e sinto cada batida, tem o dobro do peso e dói, mais uma vez vive-se por viver. Eu e a minha estúpida mania de querer confiar nas pessoas, de querer ver sempre o lado bom e pensar que as pessoas não são todas iguais, mas são. São sempre as pessoas a quem queremos bem que nos fodem quando menos esperamos, são sempre aqueles por quem faríamos qualquer coisa que nos fazem cair, são sempre os que julgamos amigos que nos lixam primeiro.
Agora dói, só de pensar nisso! Dói porque temos sentimentos, gostamos das pessoas sem o merecerem, julgamos ter amigos quando não passam de conhecidos. Eu já devia ter aprendido, a vida já me deu esta lição antes. Eu já tinha dito a mim própria que não confiava em ninguém, mas nos “amigos” confiamos sempre alguma coisa. Confiamos demais em quem julgamos que não nos desilude mas não é bem assim, esses são sempre os primeiros a desiludir.

O bom de tudo isto é que acho que finalmente aprendi que a palavra confiança não faz parte do dicionário de muita gente, e vai deixar de fazer parte do meu também. À primeira toda a gente cai, à segunda só cai quem quer e à terceira quem é parvo, eu posso fazer-me de parva muita vezes, e sê-lo outras tantas, mas à terceira já não caiu!

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Viver por viver


D: Eu não acredito no amor
C: então não acreditas em mais nada!
C: Vives para que então?
D: vivo por viver…

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Mantém-te original!

"Um dia, o mais provável é tornares-te num chato, deixares de sair à noite e começares a levar-te demasiado a sério. Nesse dia, vais começar a vestir cinzento e bege, pedir para baixar o volume da música e deixar a tua guitarra a apanhar pó. Vais tornar-te politicamente correcto, socialmente evoluído, economicamente consciente. Vais achar que tens de ir para onde toda a gente vai e assumir que tens de usar fato e gravata todos os dias . Nesse dia, vais deixar de beijar em público, as tuas viagens serão mais vezes no sofá e dormirás menos ao relento. É oficial. Vais entrar na idade do chinelo e deixar de ser quem foste até então. Vais deixar de te sentar ao colo dos amigos e vais esquecer-te de como se faz um quantos-queres ou um barco de papel... Vais ficar nervosinho se não trocares de carro de quatro em quatro anos e desatinar se o hotel onde estiveres não te der toalhas para o teu macio e hidratado rosto. Vais tornar-te muito crescido e começar a preocupar-te com tudo e com nada e a não fazer nada porque "vai-se andando!" e a vida é mesmo assim. Vais dizer não mais vezes, vais ter mais medo, vais achar que não podes, que não deves, que tens vergonha. Vais ser mais triste. Nesse dia, o mais provável é também que deixes de beber refigerantes. Aqui fica uma ideia: quando esse dia chegar não lhe fales. Mantém-te original."

sábado, 18 de junho de 2011

Amar

A mais bela história de amor vou eu escrevê-la, enquanto tiver memória e um bloco de notas afixado na porta dele. Todas as noites vou escrever que o odeio, que não me toca na alma nem nos cabelos, que tudo o que aconteceu foi um pesadelo que soube bem de um tempo que não volta mas teima em existir..




Só os corajosos se atrevem a amar e eu sempre tive medo.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

terça-feira, 14 de junho de 2011

Grandes amigos!

"Crazy as fuck, good listener, the best, the one that is always there... and perfect! and if you disagree, i don't fucking care!"

Ana Patricia Costa



É por ter amigos assim que eu sou tão feliz! Obrigada por fazerem parte de mim.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Meu amor

Não meu amor, eu já não gosto de ti! Ja não tens o poder de fazer o meu coração bater mais depressa, já nem sabes como isso se faz. Já não sinto as borboletas na barriga de cada vez que te veijo, de cada vez que o meu olhar se cruza com o teu, elas já voaram para um sitio melhor…

Mas sabes, eu ainda tenho saudades tuas, ainda custa ver-te e fingir que és um estranho, mas foste tu que escolheste assim!
Eu, por aqui vou continuar, vendo-te cruzar o meu caminho todos os dias em silêncio, como se não existisses. Porque tu não sabes, mas eu ainda tenho saudades tuas, e a ausência meu amor, também magoa.


quinta-feira, 26 de maio de 2011

Shooting Stars


"Can we pretend that airplanes in the night sky are like shooting stars?
I could really use a wish right now!"

terça-feira, 24 de maio de 2011

Vento



"Às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido."

Fernando Pessoa

domingo, 15 de maio de 2011

Sem palavras

Sinto que as palavras não querem fluir, sinto que toda a inspiração que tinha, há desaparecido sem explicação, sem qualquer pergunta ou despedida. Sinto necessidade de dizer tudo o que quero, tenho tanto entalado na garganta, mas não consigo, não sei como o fazer, perdi-lhe o jeito... Queria "desatar" o nó na garganta, tirar as borboletas do estomago e deixa.las voar livres, mas perdi a força!
Se amanhã estarei melhor? Querer é sempre o nosso primeiro desejo acima de todos os outros, mas nem sempre o coração deixa esse tal "querer" ser transmitido através dos actos ou palavras.






« Querer fazer sorrir sem ter quem nos faça sorrir nem sempre tem as melhores consequências »

sábado, 14 de maio de 2011

The best damn thing

"Where are the hopes, where are the dreams
My Cinderella story scene
When do you think they'll finally see"

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Um Contra o Outro

Anda, desliga o cabo,
que liga a vida, a esse jogo,
joga comigo, um jogo novo,
com duas vidas, um contra o outro.


Já não basta,
esta luta contra o tempo,
este tempo que perdemos,
a tentar vencer alguém.


Ao fim ao cabo,
o que é dado como um ganho,
vai-se a ver desperdiçamos,
sem nada dar a ninguém.


Anda, faz uma pausa,
encosta o carro,
sai da corrida,
larga essa guerra,
que a tua meta,
está deste lado,
da tua vida.


Muda de nível,
sai do estado invisível,
põe o modo compatível,
com a minha condição,
que a tua vida,
é real e repetida,
dá-te mais que o impossível,
se me deres a tua mão.


Anda, mostra o que vales,
tu nesse jogo,
vales tão pouco,
troca de vício,
por outro novo,
que o desafio,
é corpo a corpo.


Escolhe a arma,
a estratégia que não falhe,
o lado forte da batalha,
põe no máximo o poder.


Dou-te a vantagem, tu com tudo, eu sem nada,
que mesmo assim, desarmada, vou-te ensinar a perder.


Sai de casa e vem comigo para a rua,
vem, q'essa vida que tens,
por mais vidas que tu ganhes,
é a tua que,
mais perde se não vens.


Deolinda - Um Contra o Outro

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Contei um segredo às estrelas

Contei um segredo às estrelas. E com a esperança vã de receber um desejo em troca, abracei a noite, enrolando-me no Mundo. Já fugi muitas vezes dos problemas, refugiei-me na escuridão que acabava a consolar-me. Sim, já disse muitas vezes que estava tudo bem comigo, quando o que me apetecia era gritar que há coisas que ninguém merece e que a vida devia ser boa para todos. Já me esvaziei em lágrimas, acabando pior ainda. Já disse muitas vezes “nunca mais te quero ver”, quando o que o meu coração gritava era “não me deixes”. Já chorei e mandei calar a voz do coração. Quantas vezes não me disseram “atira para a Lua, mesmo que não acertes, tens sempre as estrelas” e, quando o fazia, acabava por perder a confiança em mim própria, até que chegava ao ponto de não confiar até naqueles que mereciam. Sim, a vida não é um mar de rosas. Sim, há coisas que não são fáceis de enfrentar.
Quantas, quantas vezes eu não pedi a Lua e a única coisa que recebi foi vazio?

quinta-feira, 5 de maio de 2011

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Revolução dos cravos

Hoje é dia 25 de Abril! Muitos festejam este dia, saiem á rua para ver o fogo de artificio, divertir-se e estar com os amigos, mas poucos sabem a verdadeira importancia deste dia, poucos dos que ontem sairam as ruas, sabem o que custou ao povo chegar à liberdade, poucos sabem quantas pessoas morreram para todos nós hoje conseguirmos ser livres, muitos nem lhe dão importancia, é mais um feriado para ficar em casa.
Muitos são aqueles que hoje se queixam da crise que temos no nosso pais, ouvem-se falar em cada esquina, em cada praça em cada café... todos eles têm uma opiniao sobre Socrates e Passos Coelho, sobre este ou aquele partido, sobre a vinda ou nao do FMI para Portugal, mas quantos desses que opinão diáriamente fazem algo para termos um pais diferente? Quantos desses "politicos de trazer por casa" fazem um sacrifissimo de sair de casa ao domingo para ir votar? A verdade, é que toda a população fala da crise, mas mais de metade, nem sequer tem opinião para ir votar! Toda a população festeja a liberdade que o dia 25 de Abril de 1974 nos deu, mas mais de metade desses mesmos portugueses que a festejam, nao a usam! De que serviu morrerem pessoas pelo país? De que serviu a muitos dos nossos pais, tios e avós sofrerem para nós podermos ser livres?
A conclusão a que eu chego é que não serviu de nada lutar! Infelizmente temos um pais de portugueses egoistas e hipocritas que sabem falar e dizer mal de tudo, mas entao e fazer algo para mudar? À 37 Anos os nossos pais e avós conseguiram lutar por um país melhor, e nós agora não somos capaz de fazer nem metade, e muito menos agradecer.lhes isso! É triste, mas infelizmente é o nosso Portugal!
Obrigada a todos os militares e civis que fizeram do meu país, um país livre! Pode não ser o melhor país do mundo, e não o é de longe, mas é o meu, e orgulho-me disso!


25 de Abril de 1974, Sempre!

domingo, 24 de abril de 2011

Boa Páscoa :D



Hoje é dia de Páscoa, não vou estar aqui com conversas da treta.
Boa Páscoa para todos e sejam felizes :D


sexta-feira, 22 de abril de 2011

Aguas passadas não movem moinhos

Vou deixar-me de filosofias baratas. De chorar baba e ranho se me dão um empurrãozito que me desvia apenas uns centímetros do meu caminho. Tenho a régua estragada, meço metros em vez de centímetros. Aprendi que para ser feliz tenho que fazer sacrifícios. Lutar. Abdicar. Suportar. Curar. Recompor. Aprendi que o mundo não é como nós queremos que seja. Que não é só a bonança que vem a seguir à tempestade. Também funciona ao contrário. Que, se pedirmos um desejo a uma estrela cadente, ele não se realiza apenas pela força com que o pedimos. Que não há nenhum pote de ouro onde o arco-íris começa. Que o mal só acontece aos outros. Que não há anjos da guarda. É isto. Filosofias baratas.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Words

 
 
"What are words If you really don't mean them When you say them
What are words If they're only for good times..."

quarta-feira, 13 de abril de 2011

quarta-feira, 6 de abril de 2011

No sitio do costume



Tenho saudades do teu cheiro. Era só teu. De quando te emprestava algo e quando lhe tocava de novo, o teu perfume era meu por momentos. Sinto tanta falta de quando me embalavas nos teus braços quando estava menos bem. Sabias sempre quando devias manter o silêncio e deixar as minhas lágrimas correr ou quando devias dizer daquelas coisas que só tu dizes, que nos fazem remoer as palavrinhas uma por uma até adquirir o significado. Eram as coisas simples que nos alimentavam. Ainda são. Ainda é do banal que construo o extraordinário, é do dia-a-dia que tiro a simplicidade complexa que nos esvazia de tudo o resto. Tenho saudades. De quando me olhavas, achando-me desprevenida, e eu mantinha-me assim, só para a magia do teu olhar se prolongar durante mais um instante. E depois quando o teu olhar encontrava o meu, o som do meu riso era puro. Vou ter contigo. Vens ao meu encontro?



No sítio do costume.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Meio Amor

Deito aqui as palavras que te quero dizer e sigo nesta aventura onde tu és as curvas e os ramos, onde és a estrada e o bosque, onde és quilómetros de alcatrão e ervas que me cobrem até aos ombros e me levas para bem longe daqui.
Dá-me carinho e fica comigo, faz-me estremecer nesse leve toque das novas folhas de Primavera, verdes, brilhantes, prontas a crescer. Deixa-me admira-las, senti-las a crescer na ponta dos meus dedos.
Sentaste-te ao meu lado e fizeste-me nascer de novo, depois, e como quem não quer a coisa vais-te embora e deixas-me neste enleio suave de meia estação, meio calor, meio sonho, meio amor. ♥ 


terça-feira, 29 de março de 2011

Onde reside o amor

“Ainda há príncipes encantados. Não é preciso comprar todos os filmes da Disney nem esperar pelo Dia dos Namorados para arranjar um, porque o príncipe pode estar em qualquer lado. E está mesmo. É uma questão de fé. É claro que não aparece sob um golpe de magia; nenhuma varinha de condão o consegue materializar; ele vai-se fabrincando aos nosso olhos, construindo dia após dia a imagem da pessoa que sonhámos ver ao nosso lado.
A pessoa certa não é a mais brilhante e eloquente, a que nos escreve as mais belas cartas de amor, a que nos jura a paixão mais avassaladora ou nos diz que nunca se sentiu assim. Nem a que vem viver connosco ao fim de três semanas e planeia viagens idílicas a ilhas secretas perdidas no Pacífico.
A pessoa certa é aquela para quem também somos a pessoa certa. Tão simples quanto isso. Às vezes demasiado simples para as pessoas perceberem.
O que transforma um homem vulgar no nosso príncipe é ele querer ser o homem da nossa vida. E há alguns que ainda querem.
Podem parecer menos empenhados ou sinceros do que os antecessores, mas aquilo a que chamamos hesitação ou timidez talvez seja apenas uma forma de precaução para ter a certeza de que não se vão enganar. Podem ser românticos ou pragmáticos, podem oferecer rosas, CD ou chocolates, mas têm sempre um gesto uma atenção e nunca se atrasam, porque sabem sempre como mostrar o seu amor. Citando Shakespeare: «They do not love that do not show their love.» E o amor foi feito para ser mostrado, dentro e fora da cama.
O príncipe encantado é o homem que nos tapa os ombros com o lençol a meio da noite quando temos frio e se levanta às três da manhã para nos fazer um chá de limão quando ficamos doentes. É aquela pessoa que tem sempre tempo para os nosso problemas. Não é o que diz «amo-te» 20 vezes por dia, mas o que sente que nos quer amar ao longo dos próximos 20 anos. É alguém que olha todos os dias para nós, mas que também olha por nós todos os dias. Que tem paciência para os meus, os teus, os nossos filhos e que ainda arranja um lugar na mesa para os filhos dos outros. Ele até pode só saber cozinhar o básico, mas faz os melhores ovos mexidos do mundo e vai à padaria num feriado. É um príncipe porque governa um reino, porque sabe dar e partilhar, porque ajuda, porque apoia e nos faz sentir que somos mesmo importantes.
Depois de engolir alguns sapos, há que aprender a lição e perceber que o príncipe pode estar ali mesmo, à nossa frente.
É só preciso deixá-lo ficar um dia atrás do outro... e se for mesmo ele, fica. De pedra e cal, para a vida, dê por onde der, aconteça o que acontecer."

Onde reside o amor, Margarida Rebelo Pinto


Não, principes encantados não existem!

domingo, 27 de março de 2011

Parabens zx

"Quero construir um armário de amizade.
O princípio é simples. Como nunca temos todas as pessoas de que gostamos perto de nós, porque a vida nao o permite, seria um local onde guardaria as essencias das amizades.
Quando me sentisse mais só, com mais saudades desta ou daquela pessoa, iria buscar ao armário uma ou mais essencias de amizade e poderia satisfazer todas as minhas necessidades emocionais.
Mas essas essencias seriam apenas um substituto temporario das pessoas reais. Porque do contacto com essas viria sim a minha maior satisfaçao.
Acho que vou utilizar madeira de honestidade, pregos de fidelidade e cola de cumplicidade. Nao me trará completa felicidade, mas de certo me preencha um pouco!"

Hoje é o vosso dia, vivam-no o melhor que puderem junto das pessoas de quem mais gostam, e não se esqueçam que sou têm esta vida, façam o favor de serem felizes! Eu, estou ca sempre, pra tudo!

Parabens Sara, Parabens Quim!

quarta-feira, 23 de março de 2011

terça-feira, 22 de março de 2011

segunda-feira, 21 de março de 2011

domingo, 20 de março de 2011

The 30 Day Song Challenge - Day 01 *

The 30 Day Song Challenge - Day 01 – Your favorite song



P.S: São tantas que é dificil escolher uma...

domingo, 13 de março de 2011

Incrivel...

Ja passou um ano, e é incrivel como continuas a fazer parte do meu pensamento estupido, é incrivel como, mesmo sem querer, continuas a fazer parte de mim, é incrivel nao é? É incrivel como uma simples e insignificante pessoa consegue marcar tanto, durante tanto tempo... é incrivel como um unico dia, um ano depois, custe tanto a passar... por incrivel que pareça, o coraçao ainda fica apertado só de pensar... por incrivel que possa parecer, um ano depois, ainda ha feridas por sarar! É incrivel não é?


13 Março '

sexta-feira, 11 de março de 2011

Chao

Dou por mim quieta, sentada no chão frio da casa pouco iluminada. Dou por mim parada no tempo, recordando-te em cada esquina deste espaço. Furaste a minha intimidade, o meu lugar por direito. Devias ter feito por ficar. Não fizeste e, por isso, fecho o portão de entrada atrás de ti e vejo-te desaparecer de vez na escuridão cerrada. Carrego o teu peso comigo: não tenho vergonha de admitir que te pus fora do meu caminho mas não do meu coração. Ficaste calado, mas por pouco tempo e o que me dizes chega-me com suavidade invulgar. Não sei se me acreditei tormenta. Mesmo que fales verdade. Eu quero actos, provas, factos. Só lido com o palpável e o amor também o é. O amor não são só palavras e nem nessas tu és bom comigo. Mas tu não dás actos, tu não dás nada. E se não me dás, então não te quero. Amor, como já disse, nunca foi sinónimo de ímpar para mim. Convicções dessas o tanas. No amor as convicções são poucas e só são permitidas aquelas que nos permitem proteger. Convicções como a minha.

terça-feira, 8 de março de 2011

Ser Mulher!

Ser mulher é viver mil vezes em apenas uma vida,
é lutar por causas perdidas e sempre sair vencedora,
é estar antes do ontem e depois do amanhã,
é desconhecer a palavra recompensa apesar dos seus actos.

Ser mulher é caminhar na dúvida cheia de certezas,
é correr atrás das nuvens num dia de sol e alcançar o sol num dia de chuva.

Ser mulher é chorar de alegria e muitas vezes sorrir com tristeza,
é cancelar sonhos em prol de terceiros,
é acreditar quando ninguém mais acredita,
é esperar quando ninguém mais espera.

Ser mulher é identificar um sorriso triste e uma lágrima falsa,
é ser enganada e sempre dar mais uma chance,
é cair no fundo do poço e emergir sem ajuda.

Ser mulher é estar em mil lugares de uma só vez,
é fazer mil papéis ao mesmo tempo,
é ser forte e fingir que é frágil p'ra ter um carinho.

Ser mulher é se perder em palavras e depois perceber que se encontrou nelas,
é distribuir emoções que nem sempre são captadas.

Ser mulher é comprar, emprestar, alugar,
vender sentimentos, mas jamais dever,
é construir castelos na areia,
vê-los desmoronados pelas águas e ainda assim amá-las.

Ser mulher é saber dar o perdão, é tentar recuperar o irrecuperável,
é entender o que ninguém mais conseguiu desvendar.

Ser mulher é estender a mão a quem ainda não pediu,
é doar o que ainda não foi solicitado.

Ser mulher é não ter vergonha de chorar por amor,
é saber a hora certa do fim, é esperar sempre por um recomeço.

Ser mulher é ter a arrogância de viver apesar dos dissabores,
das desilusões, das traições e das decepções.

Ser mulher é ser mãe dos seus filhos e dos filhos de outros e ama-los igualmente.

Ser mulher é ter confiança no amanhã e aceitação pelo ontem,
é desbravar caminhos difíceis em instantes inoportunos
e fincar a bandeira da conquista.

Ser mulher é entender as fases da lua por ter suas próprias fases.
É ser "nova" quando o coração está a espera do amor,
ser "crescente" quando o coração está se enchendo de amor,
ser cheia quando ele já está transbordando de tanto amor
e minguante quando esse amor vai embora.

Ser mulher é hospedar dentro de si o sentimento do perdão,
é voltar no tempo todos os dias e viver por poucos instantes
coisas que nunca ficaram esquecidas.

Ser mulher é cicatrizar feridas de outros e inúmeras vezes deixar
as suas próprias feridas sangrando.

Ser mulher é ser princesa aos 20,
rainha aos 30,
imperatriz aos 40 e especial a vida toda.

Ser mulher é conseguir encontrar uma flor no deserto,
água na seca e labaredas no mar.

Ser mulher é chorar calada as dores do mundo e em
apenas um segundo já estar sorrindo.

Ser mulher é subir degraus e se os tiver que
descer não precisar de ajuda, é tropeçar, cair e voltar a andar.

Ser mulher é saber ser super-homem quando o sol nasce
e virar cinderela quando a noite chega.

Ser mulher é ter sido escolhida por Deus para colocar no mundo os homens.

Ser mulher é acima de tudo um estado de espírito,
é uma dádiva, é ter dentro de si um tesouro escondido
e ainda assim dividi-lo com o mundo!

"Um brinde a nós, Mulheres!"

quinta-feira, 3 de março de 2011

Vou contar-te um segredo

“Pega no telefone e liga-lhe, não tens nada a perder. Diz-lhe que tens saudades dele, que ninguém te faz tão feliz, que os teus dias são secos, frios e áridos, como um deserto imenso, sem oásis nem miragens, sempre que não estão juntos. Pega no telefone e liga-lhe. Se ele não atender, deixa-lhe uma mensagem. Ou então escreve-lhe um sms a dizer que queres estar com ele. Não te alongues nem elabores, os homens nunca percebem o que queres deixar cair nas entrelinhas. Tens de ser clara, directa e incisiva. E não podes ter medo, porque o medo é o maior inimigo do amor. Cada vez que deixares o medo entrar-te nas tuas veias, ele vai gelar-te o sangue e paralisar-te os nervos, ficas transformada numa estátua de sal e morres por dentro. A vida é uma incógnita, hoje estás aqui, amanhã podes ficar doente, ou cair-te um piano em cima quando fores a andar na rua. Ainda há pessoas que atiram pianos pela janela, sabias? Nunca se sabe como será o dia de amanhã, por isso não percas tempo e pega no telefone e liga-lhe. Tenho a certeza que ele te vai ouvir, tenho a certeza que ele te vai ajudar, tenho a certeza que ele, à sua maneira - e é tão estranha a forma como os homens gostam de nós - ainda gosta de ti. Mesmo que já não te ame, ainda gosta de ti, como tu vais aprender a gostar dele, quando a vida te obrigar a desistir deste amor. Ele está longe, mas olha para ti por entre memórias, presentes e flores. À noite, entre sonhos alterados pelo álcool e as drogas leves, tu apareces-lhe na cama e ele volta a sentir o cheiro da tua pele e volta a amar-te com todas as suas forças. Ainda que não acredites, tu viverás para sempre nele, tal como ele vive em ti, na memória das tua células, num passado que pode ser o teu escudo, mesmo que não seja o teu futuro. Pega no telefone e liga-lhe. Fala com ele de coração aberto, diz-lhe o que queres ver, chora se for preciso, pede-lhe que te diga se sim ou se não. Se for preciso, por mais que te custe, pede-lhe para escrever a palavra NÃO. Pede-lhe uma resposta para o teu coração. Mais vale saberes que acabou tudo do que viveres com as laranjas todas no ar, qual malabarista exausto, sem saberes nem como nem quando elas vão cair. Mais vale chorar a tristeza de um amor perdido do que sonhar com um oásis que se tranformou numa miragem. Pega no telefone e liga-lhe. Liga as vezes que forem precisas até conseguires uma resposta, a paz de uma certeza, mesmo que essa certeza não seja a que desejavas ouvir. Mas não fiques quieta, à espera que a vida te traga respostas. a vida é tua, tens de ser tu a vivê-la, não podes deixar que ela passe por ti, tu é que passas por ela. E quando todas as laranjas caírem, apanha-as com cuidado, guarda-as num cesto e muda de profissão. O circo é para quem não tem casa nem país, não é vida para ninguém. Guarda as laranjas num cesto, leva-as para casa e faz um bolo de saudades para esquecer a mágoa. E nunca deixes de sonhar que, um dia, vais encontrar alguém mais próximo e mais generoso, que te ensine a ser feliz, mesmo com todas as pedras que encontrarem no caminho. Larga as laranjas e muda de vida. A vida vai mudar contigo.“


Margarida Rebelo Pinto, “Vou contar-te um segredo”

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Nova realidade

"Eu também tenho medo, mas não digo nada. Gosto de sorrir para a vida e pensar que tudo vai correr bem, mesmo quando os dias me trocam as voltas e chego à noite estoirada a casa, sem encontrar sentido às coisas.
Tento esquecer-te. Deixei de falar de ti e de dizer o teu nome, deixei de o desenhar no espelho da casa de banho, quando o vapor inunda todas as superfícies. Em vez disso, tenho o coração embaciado de dúvidas e o olhar desfocado pelo absurdo do teu silêncio continuado, o olhar de quem aprende a adaptar-se a uma luz desconhecida, a uma nova realidade."

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Eclipse



"(...) Era por isso que estava ali. Era por aquele motivo que iria aguentar a recepção que me aguardava, quando voltasse para casa. Porque por baixo de toda a furia e sarcasmo, Jacob estava a sofrer. Naquele instante, era demasiado evidente nos seus olhos. Não sabia como o podia ajudar, mas estava consciente que tinha de tentar. Devia-lhe pelo menos isso. E a sua dor também me magoava. Jacob tornara-se parte de mim e já não havia como mudar isso."

Eclipse - Stephenie Meyer

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Um contra o Outro

Sai de casa e vem comigo para a rua,
vem, q'essa vida que tens,
por mais vidas que tu ganhes,
é a tua que,
mais perde se não vens.

Anda, mostra o que vales,
tu nesse jogo,
vales tão pouco,
troca de vício,
por outro novo,
que o desafio,
é corpo a corpo.

Escolhe a arma,
a estratégia que não falhe,
o lado forte da batalha,
põe no máximo o poder.

Dou-te a vantagem, tu com tudo, eu sem nada,
que mesmo assim, desarmada, vou-te ensinar a perder.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Vem


Vem. Faz nascer um sorriso nos meus lábios. Toca-me como só tu sabes.
Beija-me. Deixa-me perder-me nos teus braços. Envolve-me no calor do teu corpo.
Sussurra-me palavras bonitas ao ouvido. Jura nunca me deixar.
Agarra-me só para ti.
Faz-me feliz. Deixa-me fazer-te feliz. Sentir o teu doce cheiro.
Entrelaça os teus dedos nos meus. Encosta o teu nariz na minha bochecha. Fecha os olhos. Embala-me com a tua voz. Ama-me. Fica comigo. Adormece ao meu lado.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Crush

I hung up the phone tonight,
something happened for the first time, deep inside
It was a rush, what a rush
Cause the possibility that you would ever
Feel the same way about me
It's just too much, just too much
Why do I keep running from the truth
All I ever think about is you
You got me hypnotized, so mesmerized, and I just got to know

Do you ever think, when you're all alone
All that we could be, Where this thing could go
Am I crazy or falling in love
Is it real or just another crush
Do you catch a breath, when I look at you
Are you holding back, like the way I do
Cause I'm tryin, try to walk away
But I know this crush ain't goin away, goin away

Has it ever crossed your mind when we were hanging
Spending time girl, are we just friends
Is there more, is there more
See it's a chance we've gotta take
Cause I believe we can make this into
Something that will last, last forever, forever

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Why don't you kiss her


Were the best of friends
And we share our secrets
She knows everything that is on my mind
Lately somethings changed
As I lie awake in my bed
A voice here inside my head
Softly says

Why don't you kiss her
Why don't you tell her
Why don't you let her see
The feelings that you hide
She'll never know
If you never show
The way you feel inside

Oh I'm so afraid to make that first move
Just a touch and we
Could cross the line
And everytime she's near
I wanna never let her go
Confess to her what my heart knows
Hold her close

Why don't you kiss her
Why don't you tell her
Why don't you let her see
The feelings that you hide
She'll never know
If you never show
The way you feel inside

What would she say
I wonder would she just turn away
Or would she promise me
That she's here to stay
It hurts me to wait
I keep asking myself

Why don't you kiss her
Why don't you tell her
Why don't you let her see
The feelings that you hide
She'll never know
If you never show
The way you feel inside...

Jesse McCartney - why don't you kiss her

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Parabens vitinho :D

"O Vitinho foi um desenho animado de grande sucesso em Portugal, cujas transmissões duraram entre os anos de 1986 e 1997.
A transmissão diária na televisão das películas "Boa noite, Vitinho!", sempre em horário nobre, atribuiu-lhe picos de audiência e uma admiração consensual: não só por parte das crianças, mas também por pessoas de todas as idades."

02-02-2011
Parabéns pelos 25 anos *.*

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Palavras certas


Às vezes apetece dizer tanta coisa, apetece “deitar cá pra fora” como diz o outro, apetece dizer tudo o que está entalado na garganta já à algum tempo, apetece desabafar, dizer aquilo que já toda a gente sabe mas que ainda não foi dito. Às vezes da vontade de dizer tudo aquilo que sentimos, sem medo das consequências.

Por isso escrevo, escrevo porque simplifica o pensamento. Tudo o pode complicar. Por isso, escrevo.
E dou por mim a pensar como se tivesse a escrever. Justificando pontos de vista, colocando virgulas, fazendo parágrafos. Embelezando palavras. Remendando frases sem sentido. E penso. Continuo a pensar, a escrever sem caneta nem papel. Desejo então algo físico em que possa escrever. Para dar largas ao pensamento pelas pontas de cada dedo da mão direita. Raramente satisfaço o meu desejo. Limito-me a pensar e a perder-me na minha própria cabeça. Sabe bem. Maravilhosamente bem...
Mas depois volto. Volto e escrevo. Escrevo tudo. Tudo aquilo de que o pensamento ainda se recorda... E faz mais sentido. Faz todo o sentido. Por isso, escrevo.
Nem sempre tenho as palavras certas, ou tenho e não sei bem como as usar, nunca fui muito boa a dizer o que está certo no momento certo, limito-me a pensar...por isso escrevo, prefiro escrever o que me vai no pensamento e na alma, prefiro descrever o brilho que fica no olhar… mas às vezes, apetece-me dizer tanta coisa e não sei a melhor forma de o fazer.
Por isso, não me digas para te dizer o que significas para mim, dá-me uma folha e uma caneta que eu mostro-te.

sábado, 29 de janeiro de 2011

A walk to Remember


"Love is always patient and kind. It is never jealous. Love is never boastful or conceited. It is never rude or selfish. It does not take offense and is not resentful. Love takes no pleasure in other people's sons, but delights in the truth. It is always ready to excuse, to trust, to hope, and to endure whatever comes."

Nicholas Sparks, in "A Walk to Remember"

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Eternidade...

“Expressar por escrito o amor que temos por outra pessoa é mais do que uma homenagem, é uma forma de tocar a eternidade.”
Margarida Rebelo Pinto

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Eclipse

Olhei-o fixamente nos olhos, tentando decifrar a emoção que estava por baixo da superfície. Ele também me olhou e a pretensão de ser casual desvaneceu-se subitamente. Brilhava – o seu rosto angelical refulgia de alegria e triunfo. Era uma visão tão gloriosa que me deixou sem fôlego.
Antes de conseguir recompor-me, Edward beijava-me com os seus lábios exultantes. Quando se afastou para me falar ao ouvido, sentia a cabeça a andar à roda; mas a sua respiração parecia tão transtornada como a minha.
- Sim, gosto muito. Não fazes ideia de quanto.
Dei uma gargalhada, ofegando ligeiramente.
- Acredito em ti.
- Importas-te que faça uma coisa? – murmurou, apertando-me nos seus braços.
- Tudo o que quiseres.
Mas ele largou-me e deslizou para fora da cama.
-Tudo menos isso – queixei-me.
Edward ignorou-me, pegando na minha mão e levatou-me da cama. Colocou-se em frente a mim, com as mãos nos meus ombros, muito sério.
-Entao, so quero fazer isto como deve ser. Por favor, por favor, lembra-te que já concordaste com isto e não dês cabo do meu momento.
- Oh, não – arfei, enquanto ele colocava o joelho no chão.
- Sê simpática! – resmungou.
Inspirei profundamente.
- Isabella Swan? – e olhou-me através das pestanas extremamente longas, com um olhar dourado suave, mas de algum modo ainda incandescente. – Prometo amar-te para sempre, todos os dias da eternidade. Aceitas casar comigo?
Havia muitas coisas que gostava de lhe dizer, muitas delas pouco simpáticas e outras tão lamechas e românticas que ele provavelmente nem sequer sonhava que eu seria capaz de as dizer. Em vez de me envergonhar com qualquer uma, murmurei:
- Sim.
- Obrigado – agradeceu simplesmente.
Pegou na minha mão esquerda e beijou a ponta de cada um dos dedos, antes de beijar o anel que agora era meu.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Nem sei que titulo dar a isto...

Se partires, não me abraces - "Não há nada melhor do que estar apaixonado. Nem pior. Primeiro estranha-se, depois, entranha-se. A paixão dá para tudo. Para rir e chorar, fazer confidências, namorar ao luar a beber coca-colas de lata e sentir-se mais feliz do que se estivesse numa suite.

Estar apaixonado é um estado de graça e de desgraça. Tira o sono e dá speed. Rouba a fome e mata a sede. Perde-se a noção do tempo, espaço, até do ridículo. Ganha-se força, vontade, desejo e anos de vida. Estar apaixonado é investir uma fortuna que demorou anos a amealhar num negócio de alto risco. E ainda por cima fazê-lo conscientemente. Porque a paixão é melhor do que qualquer bebida, droga ou paraíso terrestre. Uma pessoa apaixonada vai onde quer porque passa de repente a desconhecer os seus limites. Vê-se sem perceber bem como a fazer coisas impensáveis."Se me abraçares, não partas.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Paciencia

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não para
Enquando o tempo acelera e pede pressa
Eu rucuso faço hora ponho a valsa
A vida é tão rara
Enquanto todo o mundo espera a cura do mal
E a loucura finje que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência
O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência
Será que é tempo o que me falta para perceber
Será que temos esse tempo p'ra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara
Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, eu sei
A vida não para


Mafalda Veiga e João Pedro Pais

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Amar é perigoso

"- Amar é perigoso.- Eu sei disso - respondi. - Já amei antes. Amar é como uma droga. No princípio vem a sensação de euforia, de total entrega. Depois, no dia seguinte, tu queres mais. Ainda não te viciaste, mas gostaste da sensação e achas que podes mantê-la sob controlo. Pensas durante dois minutos nela e esqueces por três horas. Mas aos poucos, acostumas-te com aquela pessoa, e passas a depender completamente dela. Então, pensas por três horas e esqueces por dois minutos. Se ela não está por perto, experimentas as mesmas sensações que os viciados têm quando não consegum arranjar a droga. Nesse momento, assim como os viciados roubam e se humilham para conseguir o que precisam, tu estás disposto a fazer qualquer coisa pelo amor.
- Que exemplo horrível - disse ele.
Era realmente um exemplo horrível, mas era verdade. Se ele tinha dado tantos passos por causa do amor, precisava de conhecer os riscos.
- Por isso, só devemos amar quem temos por perto - concluí.
Ele ficou um longo tempo a olhar para a névoa. Dava a sensação de que já não ia pedir para navegarmos pelas águas perigosas de uma conversa sobre o amor. Eu estava a ser dura, mas não havia outra alternativa."

Nas margens do rio Piedra – Paulo Coelho

sábado, 15 de janeiro de 2011

Grenade

I'd catch a grenade for you
Throw my hand on a blade for you
I'd jump in front of a train for you
You know I'd do anything for you

You do the same?

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

u.u

1- Que horas são? 20:09h
2- Preferes muito ou pouco? Depende do que for LOL
3- Nome? Débora Mendes
4- Nome tão feio. Não gozam contigo lá na escola? E eu ralada com isso xD
5- Sentes-te livre? Bue +.+
6- Batatas fritas ou gomas? batatas fritas :b
7- Mota ou bicicleta? Carro xD
8-Já foste ao cinema e não viste o filme? Não o.O
9-Arrependes-te? Nunca!
10-Costumas estudar? Nem por isso lool
11-O que mais te surpreendeu? Ish, sei la
12-Idade? 20 -.-‘
13- Nome da pessoa que mais admiras? Débora Mendes (a)
14-Se pudesses, o que mudarias? Nada!
15-Aqui ou ali? aqui
16-Quais as tuas previsões para 2011? Não sou a maya
17-Tens algum animal de estimação? O meu pai zx
18-Como se chamam? António +.+
19-Já adormeces-te nalguma aula? Já :$
20-Alguma vez fizeste sexo em público? Ui, então não LOOL
21-Voltar ao passado? Pra que?
22-Porquê? Não vale responder a uma pergunta com outra pergunta (a)
23-Mas porquê? Porque não LOL
24-Gostarias de passar a vida a dormir? Não era mau xD
25-Um dia (…), um dia o quê? Um dia morro LOL
26-Amas alguém? Quem? A vida!
27-Já partiste a cabeça? Não zx
28-Então partis-te o queixo, certo? Não xD
29-Dia de sol ou noite de estrelas? Noite de estrelas
30-Sacrifícios? Por quem os merecer
31-O que é que pedis-te ao Pai Natal? Uma rena (a)
32-Saudades de? tanta coisa...
33-Já comes-te fruta hoje? Já zx
34-Eras capaz de saltar de pára-quedas? Se era +.+
35-E sem pára-quedas? Yeahhhhhh :D quando?
36-Descalço ou calçado? descalça
37-Para ti, qual é o melhor sentimento do mundo? felicidade
38-Pensar ou acontecer? Hum, depende
39-Não resistes a…? Nem sei lool
40-Olha para a janela, o que vês? A rua…
41-Com ou sem? Sem ^^
42-Acreditas em coincidências? Nao
43-Agora e intenso ou para sempre e romântico? Quei? Xd
44-Vale a pena? Tudo vale a pena
45-Estás nervoso? Não LOL
46-E agora? Tambem não :p
47-(…) e agora? NAOOO :D
48-Já sais-te à noite sem roupa interior? Não o.O
49-Lasanha ou pizza? Pizza :D
50-Gostar muito e chorar ou gostar pouco e rir? Gostar muito e chorar
51-Pessoa que mais te faz (so)rrir? Eu +.+
52-Já fizes-te olhinhos à/ao namorada/o do teu/tua melhor amiga/o? Uhh não (A)
53-Teoria ou prática? As duas
54-Há vida depois da morte? Perguntem a um morto
55-E agora? Achas que vale a pena? Claro que sim
56-Acho que estas apaixonado. Estás? Estou +.+
57-E é bom? Eh óptimo :D
58-Melhor presente? Já tenho
59-És impulsivo/a? As vezes
60-Nome da primeira pessoa que te vem à cabeça? miquelina
61-Querer é poder? depende
62-Havaianas ou sabrinas?
Tenis :p
63-Para ti qual é a melhor coisa do mundo? Música <3
64-Papel higiénico no lixo ou na sanita? Oh valha.me deus xD
65-Quanto medes? 1,65cm (a)
66-Costumas lutar pelo que queres? Tem dias lol
67-Como te sentes? Mal xD
68-Mal podes esperar por? Nem sei…
69- 69?!?!?! 68 ^^
70-E agora? Que horas são? 20:20h ^^